O bloco de vidro, também conhecido como “tijolo” de vidro, é um material de construção que possibilita a passagem da luz do dia e a percepção da existência de espaços contíguos, sendo muitas vezes a solução para criar divisões, paredes internas e até mesmo fachadas inteiras.

Bloco de vidro no banheiro

Características:

  • Mantém a privacidade e a segurança da edificação.
  • Tem fácil manutenção, nunca exige pintura.
  • Tem elevada resistência mecânica.
  • Garante um visual moderno e está disponível em grande variedade de cores.
  • Capacidade de isolar o som e a temperatura do espaço adjacente.
  • Protege do fogo durante mais tempo que outros materiais.
  • Não tem nenhum problema de condensação na parte interior do bloco.
  • Taxa de luminosidade superior a 70%, chegando a 80% em bloco de vidro incolor, valorizando a luminosidade natural e diminuindo consideravelmente o custo com iluminação elétrica durante o dia.

Bloco de vidro na sala

Restrições:

  • As alvenarias compostas de vidro não são estruturais.
  • Possuem um custo mais elevado em relação aos tijolos comuns.

É importante observar se as peças iguais possuem a mesma tonalidade, bem como, ausência de rachaduras, fraturas ou outros defeitos que possam prejudicar seu assentamento, resistência, durabilidade e aspecto visual.

As paredes feitas com tijolos de vidro não são estruturais, portanto não podem suportar peso.

Bloco de vidro no jardim

Recomendações:

  • Proteja da água da chuva, por 24 horas, o assentamento realizado em áreas externas.
  • Use produtos adequados para a limpeza e remoção de resíduos de argamassa e rejuntamento. Nunca use ácidos.
  • Prazo mínimo de cura: 7 dias.
Fazer orçamento


  1. [...] Também conhecido como bloco de vidro, ele não tem função estrutural, podendo suportar apenas outros tijolos de vidro. Porém, é muito eficientes para isolamento termoacústico e passagem de luminosidade. Saiba mais no post A versatilidade do tijolo de vidro. [...]

  2. joel traversin on segunda-feira 4, 2010

    Gostei muito deste artigo..

    gostaria de saber como faço um acabamento na face superior dos blocos de vidro. estou fazendo uma proteção na lateral do fogão com este bloco de vidro ou seja uma parede de 1,20m x 0,60m ..

    att. Joel

  3. beto on segunda-feira 4, 2010

    Joel,

    O acabamento do bloco de vidro pode ser feito com gesso.

    Beto
    Editor – Blog do Menor Preço

  4. Vidro Temperado on segunda-feira 4, 2010

    Fica lindo mesmo, um luxo
    Bjs Ana

  5. Pamela Oliveira on segunda-feira 4, 2010

    A parede de Blocos de vidro eh sustentavel sim, fazemos ate lajes de blocos . e ele nao suporta eles mesmo , estamos nessa area a mais de 15 anos, entrem em nosso site e veja nosso trabalho, qualquer coisa ligue, sem compromisso algum.

    http://www.margemprojetos.com.br

    email: margem@margemprojetos.com.br

    Falar com Pamela ou Icaro.

  6. Pamela Oliveira on segunda-feira 4, 2010

    temos uma estrutura metalica que permite que os blocos de vidro seje estrutural. :D

  7. Angela on segunda-feira 4, 2010

    Solicito informações sobre o tijolo de vidro

    Necessito de uma grande quantidade de meio tijolo
    medidas 19 x 9 cm
    e de 100 unidades de 9 cm x 9 cm
    Existe? qual o custo?
    Onde encontro
    Como comprar?
    Grata e Aguardo

    São José do Rio Preto – SP
    Ângela

  8. Pamela Oliveira on segunda-feira 4, 2010

    Simm existe 19×9.
    9X9 nao existee.

    entre em nosso site e confira, temos uma grande variedade .

    http://www.margemprojetos.com.br

    Fone: (11)5561-0297

    obrigado pela atencao….

    Pamela Oliveira

  9. Ana on segunda-feira 4, 2010

    Olá, posso colocar a veneziana de vidro em paredes de divisa, para ter mais luminusidade e ventilação, e sabe me dizer se a prefeitura permite isso…

  10. Marketing on segunda-feira 4, 2010

    Ana,
    Se for uma “divisa” de lotes ou áreas, podemos optar pelas venezianas de alumínio tipo maxim-ar, com uma ou duas folhas na horizontal ou na vertical, isso trará luminosidade e ventilação extra quando estas estiverem abertas.
    Favor consultar o CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) para se informar se a legislação permite este uso.

    Mariana Roriz
    Editora Blog do Menor Preço

  11. Carla on segunda-feira 4, 2010

    Amei este artigo,vou construir e pretendo colocar uma parede em minha casa!

  12. celia on segunda-feira 4, 2010

    Tenho duas filas de tijolos de vidro no alto do meu banheiro. Uma das filas fica rente ao teto de gesso que é rebaixado.O apartamento do andar de cima ( cobertura) fez reforma recentemente, fizeram sinteco, colocaram uma escada de estrutura de ferro e o tijolo da fila de baixo( não o que fica rente ao gesso) começou a trincar e em seguida o outro e agora mais outro.O primeiro trincou tanto que chegou a quebrar uma lamina do azulejo. Será que isso tem a ver com a obra ou é comum acontecer isso? Eu coloquei os tijolos na época que reformei o apartamento, há 7 anos. Os tijolos começaram a quebrar no final de maio deste ano, época em que estava sendo feita a colocação da escada e do sinteco. Obrigada.

  13. Marketing on segunda-feira 4, 2010

    Celia,

    O sinteco é o revestimento do ambiente feito com madeira, esta madeira será lixada e encerada recebendo um brilho espelhado intenso, a aplicação do sinteco deve ser feita em um contra-piso que tenha recebido tratamento de impermeabilização a mais de 28 dias (tempo de cura do cimento – ABNT), pois a madeira absorve umidade e aumentará de tamanho forçando as paredes lateralmente, para evitar esse problema o instalador deve deixar um espaço de 1,5cm de cada lado.

    É pouco provável que o problema esteja relacionado com a aplicação do sinteco no pavimento superior, mas é aconselhável que entre em contato com a empresa que fez a instalação, pode ter ocorrido alguma falha na instalação, como: falta de espaço para dilatação do sinteco ou peso excessivo no pavimento superior.

    O que podemos afirmar com certeza é que esta ocorrendo um problema de falta dilatação da estrutura, talvez quem fez a instalação não utilizou espaçadores nos blocos de vidro ou não respeitou o espaço de encontro com o teto quando colocou os blocos de vidro, e não usou argamassas e rejuntes flexíveis, que absorvem a dilatação da estrutura.

    Mariana Roriz
    Editora Blog do Menor Preço